quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Livro: Desventuras Em Série - Mau Começo


       "Caro Leitor,
Sinto muito dizer que o livro que você tem nas mãos é bastante desagradável. Conta a infeliz história de três crianças muito sem sorte. Apesar de encantadores e inteligentes, os irmãos Baudelaire levam uma vida esmagada por aflições e infortúnios. É meu triste dever pôr no papel essas histórias lamentáveis. Mas não há nada que o impeça de largar o livro imediatamente e sair para outra leitura sobre coisas alegres, se é isso que você prefere.
Respeitosamente,
Lemony Snicket"
       Após a morte de seus pais em um incêndio, três crianças passam de uma vida muito feliz para uma realidade totalmente infortúna. Sendo adotados pelo monstruoso e ambicioso Conde Olaf, passam a viver em uma casa horrenda e ainda tendo que realizar diversas tarefas nada agradáveis deixadas por seu "amável" tutor.

       Como se pode ver, a série de treze livros escrita por Lemony Snicket não começa nada feliz. A primeira obra da série, Mau Começo, já descreve o início de uma jornada de infortúnios vividos por três irmãos que se descobrem órfãos e desabrigados. Apesar de herdarem uma imensa fortuna, eles só podem mecher nela quando Violet Baudelaire, a mais velha, atingir a maior idade. Enquanto isso, eles têm que suportar viver em péssimas condições, incluindo dormir juntos em um quarto praticamente sem móveis, sem luz e com apenas uma cama.

       Violet Baudelaire é a mais velha. Apreciadora de mecânica, seus cabelos presos com uma fita para não cair sobre os olhos são o sinal de que ela está a raciocinar alguma invenção.
       Claus Baudelaire é o irmão do meio. Grande apreciador da literatura, já leu mais livros do que a grande maioria dos adultos.
       Sunny Baudelaire é a caçula. Um bebê adorável que adora mordiscar as coisas e que se expressa através de um vocabulário que parece só fazer sentido aos seus irmãos.
       E o último personagem principal e também o vilão da trama, o Conde Olaf é um homem abominável. Com intenções nada boas, ele maltrata e faz o possível para ter a fortuna das pobres crianças.

       Snicket, autor fictício e heterônimo de Adam Handler, narra uma terrível estória de uma forma incrível. Com sarcasmo, cinismo e humor sombrio, ele desenvolve um enredo fácil e envolvente. Através de comentários sobre si, a estória e até mesmo sua vida pessoal, ele transmite valores, busca de segurança em si e mostra a ricularidade dos atos humanos, por mais que de uma forma surreal ou não.

       É um pouco macabra para uma obra infanto-juvenil, havendo sempre o aviso para parar de ler, pois não terá um final feliz. Mesmo com um enredo e realidade, de certa forma, absurdos, é um livro agradável e criativo. Recomendo à qualquer um, exceto aos amantes de finais felizes.

Obs.: A citação no início da postagem é uma parcela da nota do autor extraída do início do livro.
Por: Stephanie Santana
Imagem: Google

2 comentários:

  1. Muito bom o texto, Teca!

    Parabéns!

    Beijos, http://pensamentosderafaela.blogspot.com/

    ResponderExcluir